Comunicação Corporativa:

Como pensar em grandes ações, mas com foco em pequenos grupos ?

Estas duas ferramentas de comunicação e interação (mostradas na foto) são as mais usadas e as mais baladas já faz um bom tempinho.

 

Alguns estudos e pesquisas mostram que ultimamente está havendo uma migração grande de usuários frequentes do aplicativo Facebook para o aplicativo WhatsApp.

 

Se o Facebook trouxe e traz ainda uma grande oportunidade para as pessoas postarem e trocarem imagens, vídeos, sentimentos, angústias, eventos, textos filosóficos, exposição pública etc....o aplicativo WhatsApp traz na sua essência aquilo que todo mundo gosta e espera não perder; "privacidade" e a escolha dos grupos e das pessoas que se gostam e querem trocar informações (sem filtros) e algumas até politicamente incorretas. Mas neste aplicativo pode !!

 

Este cenário de pensar em grandes ações e não perder o varejo reforça um grande desafio que as áreas de Comunicação Corporativas, RH’s enfrentam sempre.

 

"Como ter uma comunicação efetiva, atraente, em grande escala, atender os diferentes públicos internos dentro da minha organização e não perder a essência da troca de informações e do diálogo entre os grupos com afinidades ?"

 

Pode até ser que as conversas de corredor, a “rádio peão” tenham entrado no era tecnológica e as postagens nas redes sociais refletem as angústias e dúvidas de sempre. Aquelas mesmas que movem ou param uma organização.

 

Daí, nós comunicadores, precisamos ter, além dos olhos e dos ouvidos bem atentos....celulares, tablets e computadores sempre conectados.

 

O que vocês acham deste cenário ? Tem sentido ???

Abraços,

Fábio Di Renzo 

  • Facebook ícone social